vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘visualização

Que a zona do euro passa por uma crise de dívida não é novidade. Porém, muitas vezes, com a quantidade de informação que é despejada pelos noticiários, jornais e revistas, se torna difícil conectar dados numéricos com informações subjetivas. Pensando nesse tipo de problema, a BBC produziu uma simples visualização que explica de maneira eficaz a magnitude das dívidas que países adquiriram com bancos de outros países.

Você consegue visualizar o gráfico nesse link aqui. No gráfico, comprimento do arco indica o tamanho da dívida e as setas direcionadas ao país indicam a dívida.

Imagem do Gráfico - Eurozone Debt

A tecnologia utilizada para escrever esse código foi a biblioteca de JavaScript, jQuery e foi desenvolvida de maneira bem simples. O jQuery está crescendo como uma boa alternativa de código para transformar visualizações manuais em aplicativos web.

Quando pensamos em visualização de dados, programação é uma das primeiras coisas que vêm à nossa mente. Entretanto, a designer Stefanie Posavec mostra que há outros aspectos muito importantes inerentes ao método de desenvolvimento de uma visualização, como o levantamento e a análise de dados e seu próprio design.

Ela explica que não sabe programar e que se interessa muito pelo processo de análise meticulosa de livros, linguagem e números. Ela diz que um dos fatores que mais a interessam em visualização de dados é a possibilidade de trazer à tona informações que passam despercebidas em uma análise inicial.

Escrevendo sem palavras é um de seus trabalhos e encontra-se em nosso blog.

Diferentemente das visualizações de dados que estamos acostumados a ver, que transformam nossas ações na internet em imagens digitais, a Data Currency cria objetos físicos a partir desses dados. Para os criadores do projeto, o estudio coreano Randomwalks, nossas ações cotidianas na rede, como por exemplo tuitar, atualizar o facebook e fazer buscas no google podem ser consideradas um trabalho. Para demonstrar o valor da força de trabalho que empregamos na internet, uma máquina converte-a no trabalho físico de tricotar.

Cada busca feita pelo usuário no google faz com que um sistema computacional de tricô comece a funcionar, produzindo uma peça gerada por seus dados de pesquisa.

Essa instalação demonstra que, cada vez mais, os dados que produzimos poderão ser usados como ponto de partida para a criação de objetos que materializem nossa atividade virtual.

Mais um projeto desenvolvido no Laboratório da Visualidade e Visualização, As cores dos destinos turísticos brasileiros: produção de uma visualização tem como objetivo evidenciar as diferentes nuances entre 65 destinos turísticos brasileiros, destacados do site Dados e Fatos (Ministério do Turismo). A questão que se colocou, inicialmente, era qual seria um método interessante para visualizar a diversidade brasileira em seus variados climas e manifestações culturais.

Neste contexto, acreditamos que a criação de uma paleta de cor para cada destino turístico poderia funcionar como ponto de partida para uma análise mais profunda de base imagética. Dessa forma, partimos para o desenvolvimento de um método de elaboração de paletas individuais utilizando Processing (ambiente e linguagem de programação criados para para artistas e designers para desenvolvimento de imagens interativas).

Com esse objetivo, consideramos o emprego de material fotográfico de cada localidade. Optamos por obter as fotografias no site Flickr, rede social utilizada por fotógrafos amadores e profissionais para compartilharem suas fotos. Criamos um algoritmo para selecionar seis fotos de cada um dos destinos turísticos e organizá-las horizontalmente, tendo sido previamente reduzidas para o tamanho de 100 pixels na altura e largura. Para a obtenção da paleta, o algoritmo desenvolvido divide a imagem original por 15, vertical e horizontalmente, e obtém a cor do ponto central de cada setor, realizando uma amostragem das cores por meio da “grade virtual”. Assim, as cores predominantes da fotografia são dadas pela repetição em setores distintos, constituindo a paleta relativa a cada uma.

Podemos destacar, como próximas etapas: a otimização das paletas, redução da redundância nas cores de forma a facilitar a visualização da paleta cromática; obtenção da paleta de cada cidade, e não apenas de cada fotografia; e o desenvolvimento de uma interface interativa que permita ao usuário navegar entre os destinos turísticos, comparar cidades e ampliar cada fotografia.

O projeto encontra-se em desenvolvimento. Suas críticas, sugestões e opiniões são muito bem-vindas!

A British Broadcasting Corporation (BBC), uma das  maiores emissoras de serviço público do mundo,  tem vinculado ao seu site de noticias, uma interessante visualização de dados.  Trata-se de uma linha do tempo interativa, que mostra fatos e acontecimentos da história da Grã- Bretanha, desde 6000 AC. Na linha do tempo podemos observar a densidade de acontecimentos de cada período,  para ler sobre os fatos  individualmente é só clicar nas bolinhas sinalizadas no mapa.  É uma útil ferramenta de estudo, de curiosidade e diversão, trazendo várias informações de forma prática e organizada.

Fizz

Posted on: 16/09/2011

Fizz é um aplicativo bem objetivo criado pelo Bloom Studio. Voltado para o Twitter ou Facebook, a pessoa deve logar com a sua conta de uma das redes sociais e poderá visualizar de uma forma bem objetiva e bonitinha os últimos status das pessoas com que se relacionar: os círculos grandes são pessoas, círculos pequenos, seus status. Possui também um sistema de busca.

Testei tanto com o facebook quanto o do twitter e me impressionei com a visualização do meu facebook e de meus conhecidos! Bem bacana! Olha o Labvis ali!

Siga o Labvis no Facebook!

Sem sombra de dúvidas, a música é um amor mundial. O grande sucesso do iPod, o expressivo número e preço dos ingressos para shows e o grande fantasma da pirataria, entre muitos outros pontos, são pequenas provas de que a música está em todo o lugar, comprovando a frase que Nietzsche uma vez disse: “Sem música a vida seria um erro”.

Também somos apaixonados e estamos sempre postando novas formas de visualização de músicas, então ai vai mais uma dica! A novidade é para os amantes da expressão musical que estão cansados da maioria dos visualizadores de músicas que trabalham baseados na saída da música e que agora poderão baixar o Planetary. Se trata de um aplicativo gratuito criado Bloom Studio, (um estúdio só de visualização de dados, vale a visita!) que organiza suas músicas na forma de sistemas solares: as bandas são estrelas, os álbuns viram planetas e cada faixa, uma lua. Infelizmente, o aplicativo está disponível somente para iPad. Dê play e admire seu universo musical!

 


LabVis no Facebook

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 34 outros seguidores