vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘twitter

Mais um impressionante trabalho de Eric Fischer, artista que possui diversos trabalhos na área de visualização de dados e  que já foi matéria de outro post aqui no blog.

Neste trabalho, cada retângulo representa um numero igual de tweets. Suas dimensões são distorcidas de acordo com a densidade de tweets por area. O resultado é uma visualização que demonstra também as grandes aglomerações da terra e a supremacia norte-ocidental no uso do twitter.

Outro detalhe é ver como a Africa se confunde com o mar, o que implica em questões como o baixo acesso a internet da população dessas regiões e o fato de em certas áreas do oceano se originarem mais tweets por área que no continente africano.

Uma ampliação sobre a Europa:

Outra sobre os Estados Unidos:

@via flowingdata

Fizz

Posted on: 16/09/2011

Fizz é um aplicativo bem objetivo criado pelo Bloom Studio. Voltado para o Twitter ou Facebook, a pessoa deve logar com a sua conta de uma das redes sociais e poderá visualizar de uma forma bem objetiva e bonitinha os últimos status das pessoas com que se relacionar: os círculos grandes são pessoas, círculos pequenos, seus status. Possui também um sistema de busca.

Testei tanto com o facebook quanto o do twitter e me impressionei com a visualização do meu facebook e de meus conhecidos! Bem bacana! Olha o Labvis ali!

Siga o Labvis no Facebook!

Na era de troca de informações pelo meio virtual onde todos podem se manifestar, expondo fotos, pensamentos, imagens entre outros, uma questão surge como curiosidade: Será que os seres humanos se expõem mais com as palavras ou com as imagens?

Baseado nisso, “See something or say something” é um projeto criado por Eric Fischer que produz visualizações que mostram uma disputa entre twitter e flickr ao redor do mundo. No mapa aparecem pontos laranjas que representam as imagens postadas no Flickr naquela região e os pontos azuis para os tweets  feitos. Os pontos brancos aparecem quando uma imagem e um tweet são enviados no mesmo local.

Twitter e Flickr na Europa

Twitter e Flickr em New York

Cidades invisíveis é um projeto de visualização desenvolvido por Christian Marc Schmidt, designer alemão/americano e Xia Liangjie, artista e programadora de midia, que tem por objetivo criar em cima de um mapa de uma cidade real (com a ajuda de uma API do google maps) uma cidade mental.

Para isso são utilizados dados do twitter e do flickr, sempre que uma imagem ou mensagem é postada aparece em tempo real no mapa um nó na localização em que está ocorreu. A partir disso, uma elevação vai se formando de acordo com a quantidade de postagens de cada local.  Ao longo do tempo, observamos  a criação de diversas paisagens,  com montes e vales que representam áreas com alta e baixa densidade de dados, e que podem ser navegadas e exploradas.

Esse projeto cria novos reinos on-line, envolventes e tridimensionais. É uma experiência paralela ao ambiente urbano. A mistura de localizações existentes com imagens virtuais em tempo real, recria a dinâmica existente no mundo físico, onde a cidade representa as atividades humanas. E ao mesmo tempo resulta em diversas descobertas, memórias e cruzamento de informações.

“A cidade, no entanto, não conta o seu passado, mas o contém como as linhas de uma mão, escrito nos cantos da rua”

Italo Calvino, cidades invisíveis.

Abaixo um vídeo exemplo dessa visualização

A importância das redes sociais para divulgação e propagação de noticias é algo notável nos dias de hoje. Para comprovar esse fato, TweetCatch é uma visualização desenvolvida por Bruce Drummond e Nick Hardeman, que tem como objetivo analisar a natureza orgânica da noticia e como ela viaja através do twitter ao longo do tempo.

Para cumprir tal objetivo foram examinados os movimentos de artigos do New York Times, através de uma  API  do twitter que é utilizada para carregar os Tweets  que foram feitos sobre o artigo nas ultimas 24 horas.  O Titulo e a URL da noticia funcionam como palavras chaves de busca.

Os artigos são colocados no centro da visualização e organizados no sentido horário de acordo com o tempo que foram publicados. A estrutura contém 24 anéis que  representam cada hora passada no dia a partir da publicação da noticia. Os tweets para cada artigo emanam do centro para o exterior, de acordo com a hora do dia que foram feitos.

Os dados foram coletados entre 13 de novembro de 2009 e 09 de fevereiro de 2010 através de um trabalho configurado para puxar a armazenar dados localmente. O banco de dados atual é de 107 MB, com 15.327 artigos do NY Times e 311.885 Tweets para essas noticias.

O  TwittEarth é uma ferramenta que mostra tweets ao vivo por todo o mundo, utilizando como interface  uma esfera  que representa o nosso planeta. Esta é uma grande ferramenta de visualização para saber,  em tempo real, de onde os tweets estão vindo  e descobrir novas pessoas para seguir.

Também é fascinante apenas sentar e olhar.

O twitradar é uma ferramenta de monitoramento do Twitter que permite rastrear mensagens por assunto, usuários ou tags. Sua equipe produziu o infográfico acima a partir da observação do dia a dia dos candidatos e sua repercussão no Twitter. (via @luizafa)