vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘telepresença

Se Moisés moveu os mares, eu não sei, mas na escultura Tele-present Water o artista David Bowen conseguiu trazer o mar para a galeria, por tele-presença. O sistema recebe dados em tempo real do National Oceanic and Atmospheric Administration dos EUA que capta frequência, intensidade e movimento das ondas em um determinado ponto do Alaska e transfere para a escultura que reproduz as superfícies do mar, como se fosse um wireframe. A escultura estava exposta na Polônia.

E não foi só o mar que o artista ‘transportou’ para as galerias. O vento foi o tema de outra obra com processo similar, que captava a aceleração do vento em Minnesota e reproduzia nos gravetos dentro de uma galeria em Moscou.

Se você gosta de esculturas cinéticas e remapeamento de dados, vale a pena dar uma olhada nesse portfolio.

(via Triangulation Blog)