vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘Facebook

A visualização de dados, é uma ferramenta incrível para fazer relações entre dados gigantes e transforma-los em informações reveladoras. A final, você já pensou em relacionar as fotos feitas pela NASA da Terra a noite e os usuários do facebook no mundo? Foi exatamente que o artista e estudante do MIT Ian Wojowicz fez.

Nesta visualização, ele colocou em contrastes opostos as duas visualizações, os usuários do facebook em preto, e em amarelo os não usuários, revelando que grandes regiões do planeta não usam o facebook. Por que será?

Em destaque as regiões em que as pessoas não usam facebook.


Anúncios

Fizz

Posted on: 16/09/2011

Fizz é um aplicativo bem objetivo criado pelo Bloom Studio. Voltado para o Twitter ou Facebook, a pessoa deve logar com a sua conta de uma das redes sociais e poderá visualizar de uma forma bem objetiva e bonitinha os últimos status das pessoas com que se relacionar: os círculos grandes são pessoas, círculos pequenos, seus status. Possui também um sistema de busca.

Testei tanto com o facebook quanto o do twitter e me impressionei com a visualização do meu facebook e de meus conhecidos! Bem bacana! Olha o Labvis ali!

Siga o Labvis no Facebook!

Facebook Faces é um projeto desenvolvido pelos estudantes de Nova Mídias Joern Roeder and Jonathan Pirnay, na University of Visual Arts and Design Kassel, na Alemanha.

A instalação questiona o valor de privacidade na internet, em que não só sites como Google coletam dados sem serem requisitados, mas as próprias pessoas disponibilizam milhões de informações de sua intimidade em redes sociais. A instalação reúne em um espaço como um quarto milhões de fotos de usuários do facebook coletadas na internet. Há uma enorme tensão entre público e privado, em um espaço deçimitado, um quarto fisicamente restrito se pode ter acesso a dados de pessoas de qualquer lugar do mundo.

Para criar a instalação os artistas desenvolveram um sketch de Processing com PHP que começava a partir de um perfil de facebook qualquer e seguia em diante buscando sempre um amigo do perfil, uma reação em cadeia. O amigo, do amigo, do amigo, do amigo…

fbFaces bFaces é uma tentativa de visualizar a incrível quantidade de dados e imagens que nos atingem diariamente, de modo que não podemos realizar nossa própria seletividade nem considerar a quantidade de dados percebidos. O papel de parede transforma a sala em uma avalanche de informações. Nos cerca, não pode ser estimada a partir de distância; os detalhes só podem ser capturados através de uma seleção do olhar. Mas depois eles desaparecem de novo – em uma nuvem de informação.” Joern Roeder e Jonathan Pirnay

via (Triangulation Blog)

Há quem acredite no fim do livro e ainda quem diga que o registro virtual não é tão duradouro quanto o registro nos livros. Extremismos a parte, é impressionante quando se chega a coexistência.

No caso, o Deutsche Post DHL, através do projeto Social Memories se propoe não só a ser um registro, mas uma forma tangível de memória de suas atividades em redes sociais.

Funciona através do Facebook app, que após ter acesso aos seus dados publicados,cria um livro com os destaques da sua rede social. Além de uma coleção de fotos,post, eventos, atualizações de status, possui páginas com infográficos que mostram as tendências, relações e prioridades do seu comportamento online, te dando a possibilidade de compartilhá-lo no futuro.

O livro pode ser visto on-line como Flash ou pode ser enviado como um livro impresso de 28 páginas.

Tire suas próprias conclusões após visualizar o infográfico a seguir!

O facebook é um país?

Fonte: Blogmidia8

Na figura acima, que é um print-screen de duas configurações do infográfico criado por Matt McKeon, um desenvolvedor do Visual Communication Lab da IBM, vemos como a configuração dos dados de privacidade no Facebook veio mudando ao longo do tempo. McKeon desenvolveu este trabalho com Processing, a partir de sua interpretação dos termos de serviço estabelecidos pelo Facebook ao longo dos anos. O “default” de privacidade, envolve um espectro cada vez mais amplo.