vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘Estados Unidos

O projeto de visualização “Drawing water”, de David Wicks, relaciona os dados de precipitação aos de consumo de água nos Estados Unidos e, com essa base, gera caminhos imaginados para expor o fato de que a água é canalizada e bombeada para lugares longe de sua origem. Cria-se uma discussão sobre o uso dos recursos hídricos e uma crítica ao modo de pensamento americano de que a disponibilidade de recursos acompanha a necessidade pelos mesmos.

Cada linha corresponde a uma medição diária da precipitação. O comprimento da linha e sua posição inicial são determinados pela quantidade de chuva e o local onde ela ocorreu. A posição final de cada linha, assim como sua cor, são determinadas pelo consumo de água. Quanto mais água uma cidade consome, mais densa a sua representação de linhas. A cor da linha muda para preto em função da distância que a água percorre.

Além das imagens em alta resolução, o artista também pretende criar um mapa interativo que será um aplicativo para iPad.

Padrões do último inverno

Drawing water - David Wicks

Drawing water - David Wicks

Drawing water - David Wicks

Detalhe do sudoeste

Confira o vídeo do trabalho ainda em progresso, com foco na área próxima a Los Angeles:

Fonte: Creative Applications

Anúncios

Este infográfico utiliza diversas fontes para afastar mitos, de forma a explicar os motivos dos altos custos dos planos de saúde nos Estados Unidos. (via @manovich)

Oil’d

Posted on: 03/05/2011

Em 2010, houve um derramamento de óleo no Golfo do México de grandes proporções, considerado o pior na história dos Estados Unidos. Agora, com esse acontecimento completando um ano, o designer Chris Hammon decidiu fazer um levantamento da quantidade de petróleo desperdiçado e se disse chocado com o que descobriu.

Assim, ele criou uma animação chamada “Oil’d”, que apresenta de forma muito clara os possíveis destinos que seriam dados a esse petróleo, além de gerar uma discussão: até onde vai a nossa dependência por essa substância?

(via FastCo. Design)

O seguinte infográfico em vídeo foi criado para o documentário americano (ainda inédito) Waiting for “Superman”. Ele apresenta uma visão geral (e breve – o vídeo tem apenas 2 minutos) da crise na educação americana.

Um bom exemplo de vídeo viral utilizando infográfico.

 

Via good.is

O projeto Vote Smart e o estúdio Periscopic desenvolveram um infográfico interativo chamado Vote Easy. O eleitor seleciona o estado onde vota e/ou digita seu código postal e responde uma série de perguntas. Depois, recebe informações sobre os candidatos com quem possui maior afinidade, como biografia e gastos de campanha, e o grau de afinidade com cada candidato.

Além do caráter funcional, o infográfico também possui estética agradável e é simples de usar. Sem dúvidas uma visualização muito prática de dados de campanha.

Via @infosthetics

O infográfico acima compara o meio de transporte, que os moradores dos estados americanos utilizam para ir ao trabalho, com o seu “nível de obesidade”. A cor azul é utilizada como índice de volume mas, é preciso prestar atenção como ele é empregado para cada tópico. O azul no boneco quer dizer mais gordo. No carro, que dirige mais. No transporte públice, bicicleta e a pé, significa que são menos utilizados. Em um primeiro momento, soa bem estranho, mas começa a fazer sentido quando observamos, por exemplo, os estados do Alabama ou as Carolinas do Norte e do Sul e vemos um monte de azul, inclusive no boneco gordão (via @datavis).

O infográfico apresenta um comparativo entre os gastos com alimentação dentro e fora de casa. Está organizado em ordem decrescente de gastos, o que não facilita encontrar uma cidade específica. A altura da barra está relacionado ao tamanho da população. Mas, só descobre isso quem olha o gráfico atentamente e procura por New York. O trabalho foi  Bundle, um site que objetiva mostrar como a população americana (Estados Unidos) gasta o seu dinheiro.

Neste último infográfico da série sobre comida/fome/gastos, assinalamos algumas observações que nos chamaram a atenção. Homens solteiros gastam mais com alimentação do que as mulheres solteiras. Os gastos dos solteiros apresentam maior variação ao longo do ano do que os gastos das familias. Idosos gastam menos em restaurantes. De fato, nenhuma conclusão surpreendente, mas um bom conjunto de infográficos.