vislumbres sobre visualidade

Posts Tagged ‘atlas

Visualizar 20 anos do comportamento e composição da economia de diversos países do mundo. É exatamente a proposta que foi apresentada em forma de um atlas pelos economiastas Ricardo Hausamann e César Hidalgo.

O projeto apresenta o perfil econômico das nações e seus potenciais de desenvolvimento econômico por diversas visualizações, diferente de tudo o que você poderia esperar de um relatório como esse. Neste trabalho, depara-se com estruturas e representações econômicas tão complexos quanto a economia pode ser, mais ao mesmo tempo o que se observa são gigantescas quantidades de dados que varrem diversos anos de análise da economia resumidas em estruturas visuais. Pode parecer difícil a primeira vista entender a complexidade das estruturas visuais criadas, mais com uma certa dose de paciência, em questão de minutos, compreensões e análises de anos de dados começam a fluir.

A ideia por trás do projeto é apresentar o potencial de desenvolvimento das nações. Economias mais diversificadas tem maiores potenciais de produzir produtos mais complexos no futuro. Para se chegar a esse potencial a educação e a conectividade individual do cidadão com o todo são críticos no desenvolvimento do conhecimento coletivo de um país. É esse conhecimento coletivo que possibilitará a diversificação da economia, uma vez que, atrai e cria industrias não existentes.

O projeto não só ajuda o cidadão comum a entender dados tão complexos e extensos, mais economistas, investidores e governos, constituindo-se como uma ferramente para ajudar pessoas e governos a entender melhor o comportamento econômico de seus países, bem como a natureza complexa da economia.

Você pode ver e interagir com o projeto aqui.

Anúncios

Esta página foi retirada do primeiro atlas estatístico publicado nos Estados Unidos. É uma infografia antes da infografia. Mostra a distribuição da população por atividades de acordo com o censo de 1870.

Olhando rápido parece um patchwork. Pensando “com os olhos de hoje”, lembra alguns trabalhos de visualização artística de dados. Mesmo porque exitem artistas contemporâneos trabalhando sobre os dados deste mesmo censo. Acompanhe nos próximos posts.

Se você tiver interesse, pode recuperar as páginas do atlas de 1870 no site da Biblioteca do Congresso. (via radicacartography e boingboing)