vislumbres sobre visualidade

Arquivo do Autor

Um trabalho realizado pela colaboração de Pierre La Baume, Hentschel Karen e Tiedemann Marc, sob a orientação do prof. Boris Müller e Max Steinbeis, motivados pelo debate sobre a retirada ou permanência das tropas aliadas no conflito afegão.

The afghan conflict

Durante a pesquisa sobre o tema perceberam que esse debate está pautado não em argumentos, mas numa batalha de cenários possíveis. Assim, “The afghan conflict” é uma tentativa de um resumo desses cenários, baseado em entrevistas com jornalistas, políticos e fundações políticas. Todos os lados parecem ter suas próprias visões positivas e negativas de como as coisas acontecerão no futuro, caso determinadas etapas sejam realizadas.

The afghan conflict

O objetivo não é fazer previsões sobre o futuro, mas dar uma visão geral sobre a problemática e sobre a complexidade da mesma. O projeto se baseia em uma linha do tempo atual que se divide nos cenários prováveis discutidos. Para isso, foi utilizado um design minimalista, com apenas linhas e tipografia, sem nenhuma referência a imagens polêmicas da guerra.

The afghan conflict

Ainda, pode ser comprado um pôster com 164×90 cm através do contato pelo site.

Anúncios

O Liveplasma é um serviço visual de busca, baseado nas indicações do site da Amazon.com. Ao digitar um artista ou filme, ele retorna em forma de esferas outros nomes relacionados a primeira pesquisa. Sua interface permite uma visualização de como esses grupos estão associados.

Buscando pelo artista Michael Jackson, o Liveplasma mostra artistas como Diana Ross e a própria banda The Jacksons 5. Além dessas esferas de relações, ele exibe na lateral álbuns do artista, que redirecionam diretamente a Amazon. No caso de filmes, ele mostra uma breve sinopse.

A grande contribuição é partindo dos seus gostos, sugerir gêneros, artistas, músicas, além de filmes similares ao que você gosta, facilitando a descoberta de novos.


A Philips, uma empresa que integra tecnologias e design, anunciou uma parceria com a Kvadrat Soft Cells, empresa especializada em soluções arquitetônicas, para o desenvolvimento de um revestimento para paredes que absorve a propagação do som e brilha em diferentes cores, emitidas por LEDs, promovendo além de um ambiente aconchegante uma economia de energia com iluminação.

O mais interessante é que os painéis não apenas são capazes de absorver o som, como podem reagir a ele, por exemplo, mudando de cor de acordo com o ritmo de uma música criado assim um número ilimitado de efeitos, sensações e atmosferas.
A textura é estruturada sobre painéis de alumínio leves. O revestimento é composto por camadas de materiais que suavizam a propagação do som. A tecnologia deve ser difundida inicialmente em ambientes comerciais, mas está destinada a chegar às residências num futuro próximo.

A Bíblia, livro sagrado do Cristianismo escrito há três mil anos, é um dos livros mais vendidos de todos os tempos por todo mundo. Ela é divida em dois testamentos, que designam: o Antigo Testamento, a aliança que Deus fez com o povo de Israel e o Novo Testamento, a aliança que Deus fez através de Jesus. Esses são separados em livros, os livros divididos em capítulos e os capítulos em versículos.

Como a bíblia foi escrita por diversos autores e em períodos e regiões diferentes, a ocorrência de conteúdo cruzado é um ponto bastante curioso e interessante. Através da associação entre Chris Harrison, aluno do quinto ano de Ph.D.no Human-Computer Interaction Institute na Carnegie Mellon University e Ph.D na Microsoft Research e Christoph Römhild, um pastor luterano, foi criada a Bible Cross-References, que dá uma visão geral de mais de 63 mil referências textuais cruzadas dentro mesma.

Römhild entrou em contato com Harrison já possuindo um trabalho considerável de visualização que descrevia um conjunto de dados e definia referências textuais encontradas na Bíblia. Juntos, buscaram uma solução elegante para processá-los e, com a evolução do projeto, uma visualização interativa que possibilitasse uma visão adequada dos dados, onde os usuários pudessem ampliar e podar as informações em níveis administráveis. No entanto, como já existem alguns programas com essa funcionalidade, focaram o trabalho na questão estética e menos funcional. Ao mesmo tempo queriam oferecer uma leitura da complexidade dos dados em todos os níveis, resultando no diagrama de arcos multicoloridos, que você vê abaixo.

Referências cruzadas

O gráfico de barras que corre ao longo da parte inferior representa todos os capítulos da Bíblia, o comprimento de cada barra indica o número de versículos de cada capítulo. Os livros alternam de cor entre o branco e o cinza claro. Cada uma das 63.779 referências encontradas na Bíblia é representada por um único arco enquanto suas cores correspondem à distância entre os dois capítulos, criando assim um efeito arco-íris.

O Flickr Related Tag Browser permite procurar tags a partir de tags. Ao digitar uma palavra inicial ele traz outras tags do flickr que estão associadas a ela além das imagens, que podem ser vistas dando um zoom no centro da tela.

É fácil se perder procurando essas associações, pois clicando em cima de uma das etiquetas já mostradas, aparecem novas tags relacionadas e assim sucessivamente. É bastante curioso descobrir as tags relacionados ao seu nome, por exemplo, além de poder ser uma ferramenta bem útil para pesquisas.

Flickr Related Tag Browser
Flickr Related Tag Browser

Já tentou se lembrar de eventos históricos marcantes em todo o mundo em apenas 100 segundos?
Gareth Lloyd, um designer britânico, filtrou todos os artigos do Wikipedia geoidentificados com tempo, obtendo um total de 14.238 eventos. Depois, os mapeou cronologicamente. Baseia-se num projeto que ele e Tom Martin haviam construído no Hackday Matt Patterson History. Para fazer isso, Gareth construiu uma python SAX Parser que fatia e corta XML de todos os artigos da Wikipédia (30GB) e tirou 424.000 artigos com coordenadas e 35.000 referências a eventos. Conseguiram formar pares com 14.238 eventos locais, e Tom escreveu um código em Java para mexer com as coordenadas e os frames de saída.

É bem divertido acompanhar a história, além de poder observar uma representação gráfica da mesma. Tudo começa em 499 aC na Europa, quando a maioria dos eventos documentados ocorreram . Por volta de 1492, quando Colombo navegou o oceano eles começam a se difundir, até um dado momento em que você se perde pois há uma explosão de atividade em todo o mundo. No final, além de uma forma interessante de visualização de dados surge a imagem de um mapa bastante moderno.

Há quem acredite no fim do livro e ainda quem diga que o registro virtual não é tão duradouro quanto o registro nos livros. Extremismos a parte, é impressionante quando se chega a coexistência.

No caso, o Deutsche Post DHL, através do projeto Social Memories se propoe não só a ser um registro, mas uma forma tangível de memória de suas atividades em redes sociais.

Funciona através do Facebook app, que após ter acesso aos seus dados publicados,cria um livro com os destaques da sua rede social. Além de uma coleção de fotos,post, eventos, atualizações de status, possui páginas com infográficos que mostram as tendências, relações e prioridades do seu comportamento online, te dando a possibilidade de compartilhá-lo no futuro.

O livro pode ser visto on-line como Flash ou pode ser enviado como um livro impresso de 28 páginas.