vislumbres sobre visualidade

7 bilhões de habitantes

Posted on: 01/11/2011

Uma das notícias mais veiculadas pela mídia nesta semana diz respeito à marca de 7 bilhões de habitantes no planeta, alcançada simbolicamente no dia de ontem, 31 de outubro de 2011.

Nesta visualização publicada no site do The Guardian, é possível comparar os dados populacionais dos anos de 1950 e 2010 de diversos países, bem como uma expectativa para o ano de 2100.

Segundo projeções das Nações Unidas, a população mundial deve chegar a oito bilhões em 2025 e a dez bilhões em 2083, mas esses números ainda podem variar dependendo de diversos fatores, como expectativa de vida, acesso a controle de natalidade e taxas de mortalidade infantil (Fonte: G1). Em 1800, a população do mundo era de 1 bilhão; em 1930, 2 bilhões; em 1960, 3 bilhões; em 1974, 4 bilhões; em 1987, 5 bilhões; em 1999, 6 bilhões; em 2011, 7 bilhões (Fonte: Blog do Tas). Esses são apenas alguns dos diversos dados apresentados em sites de notícias. O G1 criou uma animação que apresenta curiosidades com relação ao marco. Confira:

Anúncios

2 Respostas to "7 bilhões de habitantes"

Essa visualização publicada no site The Guardian é bem forte no quesito objetividade, mas também não passa uma mensagem muito forte no quesito subjetividade. Principalmente se o leitor tiver a curiosidade de ler os comentários feitos na mesma página públicada, por outros leitores. Se nós pensarmos a nível de gráfico e visualização, ela é bem tradicional, dados geográficos representados sobre um mapa, mas nem sempre isso pode ser interpretado como uma regra.

No artigo que Matthew Ericson, do New York Times, publicou em seu site, ele discute possíveis casos de que uma visualização de mapa não precisa ser necessariamente um mapa, aqui vai o link:

http://www.ericson.net/content/2011/10/when-maps-shouldnt-be-maps/

É uma leitura que vale a pena!

Concordo com o Inácio em relação a vários aspectos citados.

O gráfico é bem objetivo, simples, de fácil leitura e não apresenta nada inovador e super interessante, mas cumpre muito bem o papel de informar. Excetuando-se alguns pequenos países africanos cujo círculo não é grande o suficiente para se destacar e não passam de 1 pixel no monitor. Talvez esses países não tenham relevância para os leitores a ponto de não criarem um zoom para esse local como foi feito para Europa, região caribenha e Pacífico Sul.

Já levando em conta a informação, ela é muito rasa. E explorar o número de habitantes dos países daqui a 90 anos é um tanto quanto exagerado uma vez que o primeiro dado coletado data de 60 anos atrás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: