vislumbres sobre visualidade

E se…

Posted on: 25/03/2011

Atualmente o grande diferencial entre nós é a capacidade de compreender. Não é uma tarefa fácil. Compreender o que o outro lhe diz, deseja ou sequer imagina, seja em um relacionamento pessoal, seja em um relacionamento profissional representa perspicácia e a sutil diferença entre o fracasso e o sucesso.

No Design, compreender é fundamento básico. Se você não compreende o que deseja comunicar, nem a mídia em que o projeto está ou as necessidades do receptor dessa informação, a chance de acontecerem ruídos e de a comunicação não se estabelecer em sua totalidade crescem exponencialmente.

Esse processo se faz ainda mais necessário no caso dos dados e, posteriormente, a visualização de dados. Com a junção do computador e dos bancos de dados, eles “apareceram” por todos os lados e o design de informação ou infografia veio, entre outras coisas, facilitar essa compreensão.

Se até aqui tudo parece óbvio para você, leitor, então chegou a hora de transcender.

A união de design de informação e cartaz, assim como infografia e animação/web combinam tanto que temos diversas aplicações para todos os gostos aqui no blog como internet a fora, basta pesquisar.

Mas… E se…

E se unissem Visualização de Dados e Identidade Visual?

Não consegue compreender? Veja abaixo.

O MIT Media Lab, um dos mais reconhecidos centros de pesquisa do mundo, contratou  E. Roon Kang e o estúdio The Green Eyl para projetarem sua nova identidade visual.

O desenho faz alusão a três spots de luz que se encontram. Os designers então criaram um algoritmo que, baseado nos três spots mais 12 combinações de cores (sem entrar na discussão sobre o degradê e a escolha das mesmas) criou-se nada mais do que 40 mil variações do logotipo. O video abaixo dá uma noção de como tudo funciona.

O diferencial:
Foi criado uma aplicação web onde cada funcionário faz um login e lá escolhe uma das 40 mil opções. Depois da escolha feita, ninguém mais poderá usar aquela variação. O logo altamente dinâmico se torna exclusivo. Fazendo as contas, isso dá ao MIT Media Lab mais ou menos 25 anos de cartões de visitas inéditos.

E ai, compreendeu agora?

Fonte: LogoBr
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: